COLINAS INTENSIFICA A BUSCA E COMBATE AO AEDES AEGYPTI

A Secretaria Municipal de Saúde, Assistência Social e Habitação de Colinas comunica a toda população que, após levantamento realizado nas armadilhas do município, foram encontradas larvas do mosquito Aedes Aegypti, que é o principal transmissor da dengue, zika e chikungunya. Após o trabalho de delimitação de foco, o Município passou à condição de infestado no último dia 02 de outubro, visto que foram encontrados outros três focos com larvas do mosquito em duas residências e um terreno baldio.


Com essa comunicação, o município se juntou a outros 16 da região do Vale do Taquari que estão infestados e lutam para retomar a condição de município livre do vetor.
Diante da condição de infestado, cabe ao município seguir o Plano Nacional de Controle da Dengue, procedendo o recolhimento das armadilhas de monitoramento e a criação do cargo de Agente de Controle de Endemias, que já está tramitando junto à Secretaria Municipal de Administração e seguirá para a Câmara de Vereadores nos próximos dias.
A contratação deste profissional o vincula às ações específicas do controle de endemias, que no caso da dengue é o de realizar visitas intensivas a todos os imóveis e terrenos urbanos, procedendo a busca e eliminação de criadouros, que podem ser quaisquer recipientes com capacidade de armazenar água. O mosquito se utiliza de água limpa ou com pouca matéria orgânica para proceder sua desova. Se dentro do prazo de 12 meses não forem mais encontrados focos de larvas do mosquito, o município deixará a condição de infestado. “O combate ao mosquito é um trabalho que não acaba. Mesmo municípios não infestados devem proceder a colocação e verificação de armadilhas de monitoramento.”

O MOSQUITO
O mosquito Aedes Aegypti tem hábitos domiciliares, ou seja, vive dentro ou próximo às residências, estabelecimentos comerciais, escolas e outros imóveis. Somente a fêmea se alimenta de sangue, o que ocorre preferencialmente de dia, sobretudo no início da manhã e ao entardecer. A população é a principal agente de combate à dengue e o papel de cada proprietário ou responsável por imóvel é de eliminar possíveis focos de procriação de larvas do mosquito.
Haverá uma insistência muito grande para que cada pessoa inspecione seu imóvel, eliminando todos os possíveis criadouros. Isso deverá ocorrer semanalmente, conforme orientação da Vigilância Sanitária e Ambiental em Saúde. Os vasos dos cemitérios deverão ter o fundo perfurado e os invólucros plásticos dos arranjos de flores devem ser retirados. Os tonéis, barris, caixas d´água deverão ter tampa vedada. As calhas dos telhados deverão ser limpas, sem acúmulo de folhas e galhos que retenham água. As garrafas deverão ser viradas com o bocal para baixo, o lixo deverá ser colocado em sacos plásticos bem fechados para não entrar água, pneus deverão ser acondicionados corretamente e lonas plásticas deverão ser bem esticadas para não reterem água.

Portais:

                                                         webmail